Atenção

O Doa a Quem Doer adverte:

Se você possui sintomas como idolatrite aguda, alienaçao ou coisas parecidas, em relação a artistas gospel, religião ou outros; Ou ainda, se você prefere não enxergar a verdade, e o mundo gospel como ele realmente é, não leia este Blog!

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Análise: Rozeane Ribeiro - Rastro de unção

Há muito tempo eu não ouvia um CD pentecostal do começo ao fim sem cansar e gostar logo de primeira. A ex-Mk Rozeane Ribeiro mostrou que sabe escolher um ótimo repertório e produzir um belíssimo trabalho. Me desculpem os fãs das "Divas" por aí, mas esse é o melhor lançamento pentecostal do ano.
E para quem pensou que a compositora de Hino da Vitória, Recompensa, Sempre Fiel, entre outros sucessos, estava apagada, se engana. Rozeane vem resgatado suas raízes pentecostais em suas belíssimas composições.
Com produção de Melk Carvalhedo, o disco tem a maior parte das composições assinadas pela cantora/ compositora e segundo o produtor, o álbum promete. O trabalho foi lançado pelo selo da cantora, a RORI Music.
A começar pela canção "Entra na fornalha", um dos destaques do CD, a canção traz a passagem do "quarto homem da fornalha". Apesar de ser uma história já manjada na música pentecostal Rozeane soube dar uma renovada nos chavões. A cantora assina a canção de abertura do álbum, e não decepcionou. "Quem adora... tem direito ao impossível, quem adora... vê o Deus que é invisível..."
Numa levada mais light, a segunda faixa do disco, também assinada pela cantora, é "Jeová Rafah". A música retrata uma resposta de Deus para o sofrimento que as vezes passamos. Afirmando que é Jeová Rafah, o Deus que cura feridas. Destaque para as cordas, do começo ao fim abrilhantaram a canção. 
"Crucifica-o", é aquela canção que faz cair fogo no congresso das irmãs do círculo de oração (rs). Escrita pelo marido da cantora, retrata obviamente, a crucificação de Jesus. Interessante que o fato é abordado de uma forma diferente e vai caminhando para um ápice, que acontece logo após a metade da canção. Quando em vez de "Crucifica-o", o refrão é "Glorifica-o", pois ele ressuscitou. Destaque para o vocal pesado que dá um impacto, principalmente no final.
A canção de adoração do CD "Eu só vim te adorar", é uma das melhores do gênero que eu já ouvi. Sabe aquela canção que você acorda cantarolando de vez em quando, e sente uma necessidade enorme de colocar pra tocar enquanto você ora? Pois é essa mesmo. Entrega total. "Eu só vim te adorar, hoje eu não vou te pedir. E prostrado aos teus pés, eu levanto as minhas mãos. E digo digno tu És de adoração", é o refrão da canção. Rozeane tem se destacado nas composições desse estilo, Danielle Cristina gravou uma linda em seu último CD.
A quinta faixa do disco "Herdeira", é outra canção assinada por Rozeane. O seu tema central é a volta de Jesus. Outra música interessantíssima pelo seu andamento, não é manjada como toda canção falando de arrebatamento, mas é bem pentecostal. Sem dúvidas é outro grande destaque do CD, poderia até ser a canção título. O "charme" da música é sua melodia e seu "percurso" digamos assim. Outro ponto interessante é a palhinha daquele corinho de igreja (o pessoal do meu tempo deve conhecer, rs). "Ao que está assentado no trono e ao Cordeiro..." Maravilhosa canção.
Em seguida vem a canção título do álbum. "Rastro de Unção" é uma parceria da cantora com sua irmã Aurea Ribeiro. Lembra aquela música pentecostal de alguns anos atrás que a própria Rozeane ajudou a difundir. Na mesma levada, "Saiu virtude", outra composição da cantora, traz aquela mensagem que certamente você cansou de ouvir... A mulher do fluxo de sangue... Tudo bem, a canção é bonita e concerteza vai fazer muita gente entrar no manto, nas igrejas por aí (rsrs).
Vanilda Bordieri assina o forrózinho do CD. "Adoração de Isaías" é mais uma daquelas músicas de Vanilda cheia de história da Bíblia. A letra é interessante, fala da purificação de Isaías com a brasa do altar. A música é dividida em 3 partes: começa lenta, assume um forrózinho light e depois assume um ritmo gostoso em alto e bom som. É um manto só (kkkk). Mas eu ainda prefiro os forrós de alguns anos atrás.
"Eu vou ver o Rei" é a nona faixa do álbum e outro destaque. Mais uma música que me deu arrepios. Um arranjo que lembra "O Deus que faz" da Damares, dá impressão que era pra ser a faixa de abertura. Mas voltando a letra, é outra assinada pela cantora. É aquela música para quem está em fundo de poço mesmo. Começa falando de sofrimento, de frustração, mas de repente começa a falar do socorro de Deus e da glória de Deus. Aí ela emenda isso tudo com o que virá quando estivermos no céu. E então, vem o refrão mais uma vez com vocal forte e Rozeane com muita autoridade cantando: "Eu vou ver o Reeeei".
Se o CD acabasse aqui, já valeria a pena tudo o que foi ouvido até aqui, não desmerecendo as próximas canções. O que quero expressar é que está muito bom.
Continuando... "Se alimente do maná" é uma penteca mais light. Mas bem ministrativa.
Outra música que gruda na cabeça da gente é "Ninguém pode calar  a sua voz". Essa música me lembra a fase boa de Cassiane na época de "Recompensa". Já me peguei cantarolando essa canção diversas vezes, principalmente a parte do: "Você pode cair, mas Deus te levanta. E te levanta mais forte pra surpreender". Linda.
"Você vai gerar vitória" é a última balada pentecostal do CD. Fala sobre o desabafo de Ana quando pedia um filho a Deus. Canção profética, termina falando que Deus fará você gerar vitórias, fará você sorrir, etc.
A penúltima faixa do disco, me lembrou a Lauriete. Não sei se pela voz de Rozeane (no começo desta música) ou pelo estilo. "A vitória é Sua" é aquela canção que começa de um jeito e termina num sambinha bem gostoso.
E para fechar esse repertório excelente, "Sai da terra" é uma música de regozijo, daquelas que a mocidade adora cantar... Tem uma levada gostosa. Achei legal a interação da Rozeane na hora do "Sai do chão e dê um brado de Glória a Deus".


Para quem gosta de BOA música pentecostal com letras BEM ELABORADAS, está aí uma boa chance de ouvir algo que há muito tempo não se ouvia nesse gênero da música gospel. E relembrar os tempos de glória que o gênero teve no início da década.
Rozeane está de parabéns, desde a escolha do repertório, passando pela produção assinada pelo Melk Carvalhêdo e também pela produção gráfica do CD.
As composições da cantora, 11 no total e mais uma parceria, mostraram que é possível pegar tudo o que a gente já está cansado de ouvir e renovar em diversas formas e belíssimas melodias.
Eu realmente fiquei impressionado. Esse CD desbancou sem dúvidas, muitas cantoras de peso da música pentecostal. Até porque, CD bom se mede em qualidade e não em números. E se Rozeane trabalhar bem este álbum, venderá muito, eu tenho certeza.
Outra coisa que merece um destaque é a interpretação de Rozeane Ribeiro que passa muito o que a música pentecostal pede: autoridade. A interação da cantora com o backing vocal, formado por um time de primeira, também abrilhantou o trabalho.

Destaque para: "Entra na fornalha", "Crucifica-o", "Eu só vim te adorar", "Herdeira", "Eu vou ver o Rei" e "Nada pode calar a Sua voz".

Estrelas (de 0 a 5): Sem dúvidas 5 estrelas, pelo repertório, produção musical, vocal, projeto gráfico e interpretação da cantora.

Vale a pena comprar? Concerteza, vale muito a pena. É um álbum para se ter em casa... Nada de download ilegal galera...



19 comentários:

  1. os dois ultimos cds dela.. estão otimos mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Apoiadissimo, melhor cd pentecostal de 2010
    nem Damares, nem Cassiane

    ResponderExcluir
  3. comprarei original!!!

    abençoar essa grande cantora e compositora!!!

    ótima análise!!!

    ;D

    ResponderExcluir
  4. TENHO UM DELA ANTES DESSE ,GOSTEI MUITOOOOOO,NÃO CONHECIA BEM O TRABALHO DELA VAMOS CONFERIR ENTÃOO...

    ResponderExcluir
  5. Não sou muito fã de Rozeane Ribeiro, nem do estilo pentecostal, devido à saturação dos mesmos temas das letras nos últimos anos, mas a análise me deixou com vontade de ouvir o CD. Acho que vou comprá-lo.

    Doa, gostaria que você postasse a analise do CD Herança de Jozyanne, já lançado há algum tempo.

    ResponderExcluir
  6. hahaha olha aí uma ex mk fazendo sucesso, queria só ver a cara da vovó mk se esse cd ser indicado ao grammy e ganhar ! kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Desde qe lançou esse cd, eu insisto
    É O MELHOR CD PENTECOSTAL DE 2010.
    Sem Dúvidas. Cd com conteúdo e nada de mesmices.

    ResponderExcluir
  8. É um bom cd, porém não o melhor, Melk repete os arranjos do cd face da glória, quero ver é inovação!!!!!!!. O melhor cd pentecostal é o de Jozyanne Herança. Pela diferença pop pentecostal, pela roupagem deste novo segmento que surge, e com arranjos bem elaborados nas músicas apresentadas, escute e confira!!!!. E o melhor pelo crescimento ministerial da cantora

    ResponderExcluir
  9. Concordo com o DOA em alguns aspectos, mas confesso que ainda prefiro o "Herança" da Jozy. Na verdade, prefiro os pentecostais mais leves, como Jozy, Lea e a prorpia Rozeane. Mas podemos coloca-lo entre o segundo melhor lançamento pentecostal do ano. Pior pra mim ate agora: Damares - Diamanete!

    ResponderExcluir
  10. SEM DÚVIDAS O MELHOR CD PENTECOSTAL DO ANO,A MULHER TEM UM DOM DA COMPOSIÇÃO INSUPERÁVEL. VALEAPENA COMPRAR QUE NÃO VAI SE ARREÉNDER,AGORA ESTAMOS ESPERANDO A ANÁLISE DO CD"HERANÇA JOZYANNE" ATÉ MAIS

    ResponderExcluir
  11. Parabéns,uma análise muito bem feita
    Concordo com tudo que disse,faltou só colocar a música "Rastro de Unção" como destaque
    Mas ficou ótimo

    ResponderExcluir
  12. Já acompanho os cd's da Rozeane há um bom tempo,sem sombra de dúvida ela está se superando à cada lançamento a Face da Glória é lindo e Rastro de unção superou o anterior...concerteza é um dos melhores do ano,Rozeane Ribeiro e Vanilda Bordiere são as melhores compositoras do Brasil.Qunato ás comparações da Rozeane com a Jozyanne o cd da Jozyanne está um Show concordo,mas são estlios bem diferentes Rastro de Unção é um cd pentecostal de raiz...já Herança é um cd com letras pentecostais com arranjos pop-rock mais fortes os dois estão ótimos mas em detalhes bem diferntes.

    ResponderExcluir
  13. kkkkkkkkkkkkkkkk esteriótipo wins

    ResponderExcluir
  14. Bom demais esse CD concordo com tudo que vc disse!

    ResponderExcluir
  15. Acho que nunca fiquei tão feliz com uma análise do Doa.
    Apesar de falar aqui inúmeras vezes que amo Vanilda e Jozyanne. Tenho que admitir que minha esposa está certa quando fala tão bem de Rozeane. A mulher arraza e esse cd mostra isso.
    Concordo com quem disse que o cd da Jozy também é um dos melhores, mas concordo tmb que o estilo é de certa forma diferente.
    Quero encarecidamente pedir a análise do CD de Jozy e do da Vanilda tmb e dizer que estou de acordo com td a análise do Rastro de Unção

    PS: tmb acho que a faixa título deveria estar entre os destaques

    ResponderExcluir
  16. honestamente eu tenho que discordar do DOA... eu ouvi o cd, mas não sei se pelo fato de não gostar muito da voz da cantora ou do estilo, eu confesso que o da Jozyanne está muito melhor.... a interpretação da rozeane não ficou muito convincente para mim em algumas canções... mas tah valendo... soou fã do DOA"!

    ResponderExcluir
  17. Gente, mas o CD da Jozyanne é POP/ PENTECOSTAL. Não tem o que comparar!!! Vocês não conseguem perceber a diferença?
    Rozeane é PENTECOSTAL (reteté) entende??

    Por exemplo: Pega o CD "Com muito louvor" da Cassiane, é PENTECOSTAL. Pega o "A Cura", é POP/PENTECOSTAL.

    Pega "Pérola" da Elaine de Jesus, é PENTECOSTAL. Já o "Transparência" é POP/ PENTECOSTAL.

    É como a diferença entre POP/ROCK e ROCK...
    O problema que as pessoas não param pra perceber a música.

    ResponderExcluir
  18. As letras são diferentes, o jeito de cantar é diferente...

    ResponderExcluir
  19. E comentei com a @RozeaneRibeiro, via twitter que pra mim esse cd foi o melhor lançado em 2010. A gente ouve e não se cansa. Parabéns pela análise.

    ResponderExcluir